Archive for Setembro, 2008

Chica (Cenas Excluídas – parte III)

Setembro 26, 2008

O Hiroshi já fez um post sobre uma cena que cortamos no início do quadrinho. Era uma cena em que o Cabeleira, ainda jovem, entrava na taverna do Timóteo e se estranhava com Chica, mulher do taverneiro. O desfecho da cena só aparecia no fim do quadrinho, quando Timóteo era interrogado pelo capitão-mor. Pressionado a dizer o paradeiro do Cabeleira, Timóteo era lembrado do episódio em que o jovem bandido matou Chica na sua frente.  Então havia um flash-back mostrando mais esse crime do Cabeleira.

Como decidimos cortar a primeira parte dessa história, fomos obrigados a cortar também seu desfecho. Mas não foi uma decisão fácil. Os desenhos de Allan Alex estão fantásticos!

Confiram clicando nas páginas abaixo:

Anúncios

Mais um Jabá

Setembro 14, 2008

Vocês já sabem que a Carla (que tem um blog aqui do lado) escreveu um livro imperdível: A bela menina do cachorrinho. Pois agora vão conhecer outro livro dela.

Por Trás da Entrevista, que foi publicado no ano passado pela Record, é resultado do mestrado de Carla. Além de uma pesquisa sobre jornalismo, o livro traz entrevistas caprichadas e deliciosas com dez tarimbados jornalistas brasileiros: Ana Arruda, Artur Xexéo, Benicio Medeiros, Carlos Heitor Cony, Joel Silveira, José Castello, Joaquim Ferreira dos Santos, Paulo Roberto Pires, Sérgio Cabral (o pai) e Zuenir Ventura. É um time de peso!

Recomendadíssimo para todos que se interessam por jornalismo. E se vocês não acreditem em mim, acreditem na Câmara Brasileira do Livro, que indicou o livro da Carla ao Jabuti, o prêmio mais importante da literatura brasileira. Isso mesmo, Por Trás da Entrevista é um dos dez finalistas na categoria Reportagem.

O Cabeleira foi no Jô

Setembro 6, 2008

E quem levou foi o Allan Alex. A entrevista foi uma típica conversa do Allan Alex. Você não sabe como é uma típica conversa do Allan Alex? Para ter uma idéia, veja o resumo da entrevista disponível no site do programa:

Allan Alex é ilustrador e busca inspiração na Central do Brasil, onde mora há dez anos. Filho adotivo, chegou a fugir de casa diversas vezes. Aos 12 anos já trabalhava como camelô. Allan casou-se diversas vezes, mas não sabe dizer exatamente quantas – desistiu de contar na 13ª união. Entre as namoradas, diversas prostitutas. Uma delas tinha de ser revistada todas as vezes em que eles visitavam amigos. Outra dizia ser parente do Conde Drácula. Apesar de treinar capoeira cerca de oito horas por dia, Allan foi usuário de drogas durante muitos anos. Parou após chegar à conclusão de que a vida que levava nunca seria compatível com o desenho. Allan acaba de ilustrar a HQ “O Cabeleira”, dos roteiristas Leandro Assis e Hiroshi Maeda.

O Jô Soares ficou tão interessado nas histórias do Allan, que mal falou do livro. Foi só no finalzinho. Mas tudo bem. Ter chegado lá já foi legal.

Também no site do programa há um pequeno trecho da entrevista. Procure no dia 3 de setembro, quarta-feira.