Archive for Maio, 2010

Um Passeio pelos Quadrinhos Argentinos II

Maio 17, 2010

Registro rápido: hoje o Paulo Ramos estará no Rio lançando seu novo livro “Bienvenidos”. O evento ocorrerá na Livraria da Travessa de Ipanema, às 19h.

Estarei lá! (Enviarei algumas fotos do evento via Twitter. Se quiserem ver, meu twitter é @hmaeda)

Anúncios

Cosecha Verde

Maio 17, 2010

Como comentei no post anterior, estive em BsAs no mês passado e aproveitei para conhecer um pouco mais sobre os quadrinhos argentinos. Um dos melhores trabalhos que comprei foi dica do Paulo Ramos: Cosecha Verde, de Carlos Trillo e Domingo Mandrafina.

Cosecha Verde de Carlos Trillo e Domingo Mandrafina

Cosecha Verde tem um clima noir. O quadrinho começa com uma mulher misteriosa chegando num prostíbulo à procura de Donaldo Reynoso. O homem está bêbado, mas os dois vão para um quarto. Finalmente vemos quem é a mulher misteriosa: Malinche Centurión, a virgem intocada. Nesse momento, já estava grudado na HQ me perguntando “Quem é essa mulher? O que uma virgem faz num prostíbulo? O que ela quer com esse bêbado? “. De repente, entra um narrador sentando em uma poltrona. Ele se apresenta, pede desculpas pela intromissão, e diz que é o responsável pela invenção de Malinche. Responsável pela invenção de Malinche? Como assim?!

Esse é um dos segredos desta HQ: uma história legal, muito bem contada.

Páginas de Cosecha Verde

Cosecha Verde faz parte de uma coleção chamada “Colección Narrativa Dibujada”, que traz várias histórias de aventura, mistério e terror. Após chegar ao Brasil, fiquei arrependido de não ter comprado outros quadrinhos desta coleção. Quem sabe numa próxima viagem?

Comiquerias

Maio 2, 2010

Na semana passada eu estive em Buenos Aires. Assim que cheguei por lá, corri para as livrarias a fim de conhecer um pouco mais sobre os quadrinhos argentinos. Para minha surpresa, encontrei pouca coisa. Mesmo na belíssima El Ateneo (Av. Santa Fé 1860), os autores não iam muito além de Maitena, Quino ou Liniers. De qualquer forma, a livraria merece uma visita.

Livraria El Ateneo, em Buenos Aires

A El Ateneo é considerada das mais bonitas do mundo

Ela está localizada onde antigamente foi o famoso Teatro Grand Splendid

Antes da minha viagem, busquei o novo livro do Paulo Ramos, que fala justamente sobre os quadrinhos argentinos. Mas infelizmente o livro ainda não havia saído. Em plena BsAs e sem saber onde ir, decidi entrar em contato com o Paulo e pegar algumas dicas (foram preciosas!) sobre quadrinhos argentinos e comiquerias, nome do local onde se vendem quadrinhos. A melhor opção é o Club Del Comic (rua Montevideo, 255). O lugar é um verdadeiro santuário nerd, com venda de camisetas, action figures e quadrinhos.

Velhinha olhando a vitrine do Club Del Comic, melhor comiqueria de BsAs

Algumas HQs argentinas do Club Del Comic

Club del Comic: HQs, camisas, action figures

Outras duas lojas são a Entelequia (rua Uruguay, 341) e a Camelot (av. Corrientes, 1388). A Camelot estava fechada quando eu passei. As três comiquerias são bem perto uma da outra.

Entelequia

Camelot

O Paulo ainda me indicou outros lugares, como uma visita ao prédio do Jornal Clarín (onde eles mantém uma seção para vendas dos antigos volumes de suas coleções) e a loja do jornal Página/12 (venda de edições antigas da revista Fierro). Não tive tempo para conhecê-los, mas certamente entrará no meu roteiro de HQs em uma próxima ida à BsAs.

Num futuro post, falarei um pouco mais sobre os quadrinhos portenhos que comprei.