Archive for the ‘Dicas’ Category

Um Passeio pelos Quadrinhos Argentinos II

Maio 17, 2010

Registro rápido: hoje o Paulo Ramos estará no Rio lançando seu novo livro “Bienvenidos”. O evento ocorrerá na Livraria da Travessa de Ipanema, às 19h.

Estarei lá! (Enviarei algumas fotos do evento via Twitter. Se quiserem ver, meu twitter é @hmaeda)

Anúncios

Um Passeio pelos Quadrinhos Argentinos

Abril 29, 2010

Poucos jornalistas se dedicam tanto aos quadrinhos quanto Paulo Ramos. Autor do ótimo Blog dos Quadrinhos, ele lança neste próximo sábado (01/Maio), seu novo livro: “Bienvenido – Um Passeio pelos Quadrinhos Argentinos”. O lançamento será às 19h30, na livraria HQMix (Praça Roosevelt, 142, São Paulo).

Imperdível, galera! Não vejo a hora de colocar as mãos no meu exemplar!

Quilombo Orum Aiê

Março 5, 2010

Esse blog anda meio parado. Muito parado, na verdade. E o maior culpado sou eu, admito. O Hiroshi até andou escrevendo recentemente. Bom, prometo tentar retomar o ritmo por aqui. Lentamente, sem pressão. Devagar e sempre.

E pra começar, nada melhor do que uma dica de quadrinho. Dia desses encontrei por acaso em Botafogo com um dos mais produtivos quadrinistas desse país: o André Diniz. O cara é incansável, está sempre lançando um livro e fazendo outros oito! O mais recente dele que li foi o ótimo 7 Vidas. Aqui também tem um post sobre outro trabalho do Diniz, Chalaça, o amigo do Imperador.

Agora, nesse mês, o Diniz lança Quilombo Orum Aiê, não apenas escrito mas também lindamente desenhado por ele. O André Diniz tinha acabado de receber o livro da editora e pude vê-lo em primeira mão. Gostei bastante. O desenho está muito divertido e cheio de estilo. Claro que não tive tempo de ler, foi só uma folheada, mas em se tratando do André Diniz tenho certeza de que será uma boa leitura.

OuBaPo

Outubro 23, 2009

Registro rápido: hoje aproveitei meu horário de almoço para visitar a exposição “OuBaPo – quadrinhos à máxima potência”. É uma pena que a exposição não tenha mais obras, pois o material é de altíssimo nível! Vale a pena conferir. A curadoria é do quadrinista Tiago Lacerda, da HQ independente Beleléu.

Ah, e por falar em Beleléu, semana passada tive a oportunidade de conferir esse quadrinho e fiquei impressionado com a qualidade do trabalho. Show!

OuBaPo_3
OuBaPo_2

Informações:
OuBaPo está no Centro Cultural da Academia Brasileira de Letras na Avenida Presidente Wilson 203, no Rio de Janeiro, de 10h às 18h, até dia 28/10. Para maiores informações sobre o OuBaPo, confiram o post no blog do Télio Navega.

Umbigo

Setembro 3, 2009

Post rápido, e meio constrangido, só pra tirar um pouco a poeira desse blog abandonado.

Acabei de ler Umbigo sem Fundo (Bottomless Belly Button) de Dash Shaw, publicado pela Companhia das Letras através de seu selo de HQ, Quadrinhos na Cia.

Depois de 40 anos de casados, Maggie e David Loony decidem se separar. Quando anunciam a decisão para seus filhos, já adultos, causam espanto e inconformação. Ainda mais com a explicação tão sucinta: eles simplesmente deixaram de se amar.

Os personagens são originais e a narrativa é bastante inventiva. É mais um caso de HQ que faz uso dos recursos que só a linguagem de quadrinho pode oferecer para contar a história da melhor forma possível. Uma bela leitura. Recomendo fortemente esse quadrinho de 720 páginas.

umbigo

The Pitchers

Agosto 5, 2009

Pitchers-30-January-2009-001

Recentemente o Leandro me apresentou uma tira chamada The Pitchers, um retrato irreverente de Hollywood pela visão de dois roteiristas. Virei fã.

Pra quem não sabe, “pitch” é uma expressão usada quando alguém (geralmente um roteirista) conta sua história para um produtor. Na verdade, ele não quer apenas “contar sua história”, mas vendê-la. E muitas vezes não tem mais do que alguns minutos para fazer isso. Lá fora existem livros e até cursos sobre o tema, que merece um post à parte. Por enquanto, confiram as tiras de The Pitchers em:
http://www.guardian.co.uk/film/series/thepitchers

Mais André Diniz

Agosto 2, 2009

Além da deliciosa 7 Vidas, comentada pelo Hiroshi no post anterior, queria indicar mais algumas realizações do boa-praça André Diniz.

CHALACA

Em 2005, a dupla André Diniz e Antonio Eder lançou Chalaça, o amigo do imperador. A HQ narra as aventuras de Francisco Gomes da Silva, alcoviteiro e amigo de D. Pedro I. É imperdível para quem, como eu, curte temas históricos. Ou pra quem simplesmente gosta de bom quadrinho. Recomendo.

Recomendo também o site do André Diniz, o Nona Arte, onde ele fala de seus futuros trabalhos e apresenta alguns belos desenhos. É isso mesmo, para quem não sabe, além de roteirista Diniz é desenhista – e tem desenhado cada vez melhor! O site traz também preciosas dicas de Diniz sobre organização e produtividade. Questões que muitos “artistas” acham menores mas que podem fazer toda diferença na hora de criar. André Diniz dá dicas sobre como usar a mesa de luz, como organizar os arquivos em seu computador e até sobre a organização de gavetas! Vale conferir.

E pra terminar, queria falar do acervo online de quadrinhos idealizado e montado pelo André Diniz. Antigamente essas HQs ficavam no próprio Nona Arte, mas agora você as encontra no Acervo HQ. São mais de 400 HQs disponíveis para download ou leitura online. E o melhor de tudo: gratuito! Vá lá e se divirta, tem muita coisa boa!

Lançamento de “Copacabana”

Junho 10, 2009

Convite Copacabana_eletronico.indd
Reservem suas agendas! Na próxima semana haverá o lançamento de Copacabana, de Odyr e Lobo. Dia 15 no Rio e 17 em SP.

Escrevendo para Quadrinhos

Maio 5, 2009

alanmoorewriting

É fácil encontrar bons livros que ensinam a escrever para cinema. Mas quando se trata de quadrinhos, a história é outra. Embora boa parte do que se aprende nos livros de cinema possa ser aproveitada nos quadrinhos, existe pouca literatura especializada. Um livro interessante sobre esse tema é o “Alan Moore’s writing for Comics”, de apenas 48 páginas e que custa US$5,95. Diferente dos “manuais de roteiro”, Alan Moore está mais interessado em “pensar sobre quadrinhos”, sendo uma inspiração para quem quer contar histórias. O último capítulo é revelador e guarda uma surpresa para os leitores! Eis pequeno trecho do primeiro capítulo:

Above all, I don’t want to produce anything that smacks even remotely of “How To Write Comics the Alan Moore Way”. Teaching a generation of emergent artists or writers how to copy the generation that came before was a stupid idea when Marvel introduced their “How to Draw” book and it would be equally irresponsable of me to instruct up-and-coming writers on how to write sickly extravagant captions like “Dawn transformed the sky into an abattoir” or whatever. John Buscema is a fine artist, but the industry doesn’t need 50 people who draw like him any more than it needs people who write like me. […].

The reason why comic writing is perhaps even a greater cause for concern than comics book drawing is that the writing comes at the very start of the process. If the thinking behind the writing is inadequate, the script is inadequate. Consequently, even in the hands of the best artist in the world, the finished comic will lack something that no amount of flashy coloring or printing can hope to compensate for.

Mais um evento na Travessa

Abril 11, 2009

Conforme eu havia mencionado em meu post anterior, no próximo dia 13/04 (segunda-feria), haverá o lançamento do livro do Paulo Ramos na Livraria da Travessa do shopping Leblon. Também ocorrerá um debate sobre a evolução da linguagem das HQs com Carlos Patati, Paulo Ramos e Télio Navega. O evento começa às 19h:30.

Será imperdível.

Comprando Livros & HQs

Abril 7, 2009

Eu sempre gostei de livros e HQs. Desde os meus primeiros acessos à internet, me tornei fã da Amazon.com, que antigamente só vendia livros e agora vende qualquer coisa. Graças a ela, pude ler quadrinhos que nunca chegaram ao Brasil (Por que “Blankets” – a melhor HQ já feita – jamais chegou ao Brasil?!).

amazon

Confesso que eu ganho o meu dia quando chego na portaria do meu prédio e me deparo com uma caixa da Amazon.com. Este fim de semana chegou uma dessas lá em casa. Comprei 3 HQs e não vejo a hora de “devorá-las”.

Uma outra opção que eu descobri em 2007 foi o site Estante Virtual, que reúne diversos sebos, com mais de 20 milhões de opções. Os preços são bons e nunca tive nenhum problema. Mas o melhor de tudo é encontrar aquele livro raro ou que está esgotado (ótimo para pesquisas de roteiro!).

estantevirtual

Mas eu ainda não me rendi totalmente aos tempos de internet, já que eu gosto muito de uma livraria real. Minha preferida é a Travessa. Não há como não se admirar com as lojas do Leblon e Barra. Isso sem falar que a Travessa vem realizando diversos eventos sobre quadrinhos!

loja_barra

Por falar nisso, no próximo dia 13 haverá lançamento do livro do Paulo Ramos na Travessa do Leblon. Mas isso eu deixo para contar no próximo post.sie