Archive for the ‘Encontro com Roteiristas’ Category

Bráulio Mantovani

Julho 23, 2008

Dizer que Bráulio Mantovani é um dos maiores roteiristas brasileiros da atualidade não é um exagero, mas simplesmente um fato. Afinal, não é qualquer um que tem “Cidade de Deus” e “Tropa de Elite” no currículo.

Com seu cigarro de palha e seu tênis All-Star, Bráulio foi um dos que mais insistiu na cena da Chica, dizendo que ela, apesar de ótima, atrasava o início da nossa história. Talvez esta seja uma das grandes lições que um roteirista deve aprender: estar preparado para descartar a cena que adora em favor da história como um todo.

Atualmente, nos arrependemos de não ter prestado uma homenagem ao Bráulio, onde encaixaríamos o seguinte diálogo na HQ: “Zé Gomes é o caralho. Meu nome agora é Cabeleira!”. Então, aqui vai nossa homenagem…

Anúncios

Michel Fessler

Junho 27, 2008

Ter “O Cabeleira” selecionado para o laboratório de roteiros do SESC foi motivo de grande orgulho, uma vez que este é um dos concursos mais prestigiados no meio. Boa parte da nova safra de filmes brasileiros passou pelo crivo de consultores brasileiros e estrangeiros, que já analisaram “Cinema, Aspirinas e Urubus”, “Cidade de Deus”, “Eu, Tu, Eles”, “Se Eu Fosse Você”, “O Invasor”, “O Ano em que meus pais saíram de férias”, “O Outro Lado da Rua” entre outros tantos.

Michel Fessler, roteirista francês de “A Marcha dos Pinguins” e “Caindo no Ridículo”, foi um dos nossos consultores no SESC e o primeiro a sugerir que “O Cabeleira” virasse uma HQ (mencionando ainda que aquela história faria sucesso na França!). Mal poderíamos imaginar que receberíamos um convite de Desiderata alguns meses depois.

Fessler é tranquilo e sereno. Todos os seus conselhos sobre nosso roteiro foram pertinentes. Ele falou muito da infância de José Gomes e como deveríamos escrevê-la “de dentro para fora”. No final de nossa conversa, ele comentou que escreveu o roteiro de “A Marcha dos Pinguins” após ter visto as imagens feitas por Luc Jacquet, onde 70% delas mostravam pinguins morrendo.

E assim mesmo, ele fez um filme sobre a vida.