Archive for the ‘O Cabeleira’ Category

Adaptações

Junho 4, 2009

Semin

Quem acompanha o mercado editorial de quadrinhos no Brasil já sabe que está havendo uma onda de adaptações literárias para gibis. Machado de Assis, Eça de Queiroz, Jorge Amado,  são alguns dos autores que tiveram suas obras adptadas. Só o conto “O Alienista”, de Machado de Assis, ganhou umas três versões em quadrinho no ano passado.

Acho que essa tendência pode ser explicada, em parte, pelo PNBE,  Programa Nacional Biblioteca da Escola. Para incentivar a leitura, o governo compra livros e quadrinhos e distribui para as escolas do país. Visando essa compra pelo governo, as editoras apostam nas adaptações literárias. O raciocínio é banal: se é para ser lido na escola, que seja Machado de Assis, Eça de Queiroz ou Jorge Amado.

“O Cabeleira”, como os poucos leitores desse blog estão cansados de saber, é uma adaptação do romance de Franklin Távora. A diferença é que essa adaptação não foi pensada para quadrinhos e muito menos visando o PNBE (mas é claro que ficaremos muito felizes se o governo decidir levar nosso álbum para as crianças!). A Desiderata, quando nos convidou para publicar nosso roteiro em quadrinhos, também não pensava em vendas para o governo.  O que Marta Batalha e Lobo queriam era publicar bons quadrinhos de autores nacionais.

Mas o fato é que agora Hiroshi e eu fazemos parte do time de autores que adaptaram obras literárias para os gibis. Por isso, já participamos de debate na Travessa, demos entrevista para o Starte do GNT e agora fomos convidados para participar de um curso de quadrinhos do grupo Estação. Falaremos sobre “Graphic Novel” e, é claro, adaptação (quando tivermos mais detalhes sobre esse curso, postaremos aqui, não se preocupem!).

E agora descobri, na internet, que entre os dias 16 e 19 de Junho  acontecerá o 3º Seminário de Literatura Brasileira, na Universidade Estadual de Montes Claros. Nesse ano, o Seminário vai discutir as representações do sertão e do norte do Brasil na literatura nacional. Para a minha surpresa, a doutoranda da USP Jane Adriane Gandra, professora do curso de Letras da Unimontes, vai falar sobre o nosso quadrinho!    

No site do Seminário, essa é a descrição da palestra que a professora fará:

O cabeleira, de Franklin Távora, nas histórias em quadrinhos

Importantes obras de Machado de Assis, como o Alienista e Memórias póstumas de Brás Cubas, já foram convertidas para a linguagem das histórias em quadrinhos e a lista só tende a aumentar com outros nomes consagrados. Nos dias atuais, não há como negar os muitos projetos apresentados pelas editoras nas promoções de adaptações dos clássicos da Literatura Brasileira para o mundo dos gibis. Sobre isso, as defesas são inúmeras, a mais utilizada é sobre o fato de estarem elas contribuindo para a popularização de uma literatura distanciada da maioria de nossos leitores, principalmente dos adolescentes. Assim, sob o formato dos grafich novel, muitos romances, considerados “monótonos” e complexos por este público, ganham uma forma ilustrativa e simplificada, bem ao estilo teens. Seguindo a tendência, em 2007, a editora Desiderata lançou no gênero dos quadrinhos O cabeleira, de Franklin Távora – romance regionalista inspirado na trajetória do cangaceiro José Gomes. Com base no exposto, e considerando que toda adaptação não deixa de ser um outro texto – novos olhares contando algo que já foi narrado –  é nossa proposta, neste ensaio, analisar quais elementos narrativos do livro de 1876 foram modificados pelo sincretismo instituído entre o verbal e o visual das HQs.

Estou muito curioso para saber a que conclusões a professora terá chegado!

Anúncios

HQ MIX

Maio 16, 2009

melhores_08

O Cabeleira já nos trouxe muito mais alegrias do que poderíamos esperar. Tivemos críticas positivas, ouvimos elogios de leitores. E agora fomos indicados ao prêmio HQ MIX. Isso mesmo, logo no nosso primeiro trabalho já recebemos duas indicações: Roteirista Revelação e Publicação Especial Nacional.

Bom demais! O páreo é duro, mas não custa torcer, né?

Só sentimos o Allan Alex ter ficado de fora das indicações. O desenho dele estava fenomenal e com certeza foi grande parte do sucesso do livro. Mas vai aqui uma dica: quem for participar da votação pode escolher o Allan Alex, mesmo ele não estando entre os indicados. Basta marcar “outros” e colocar o nome dele!

Aqui está a lista dos indicados, que tirei do Gibizada:

Desenhista Nacional

1 Fábio Lyra (“Menina Infinito” – Desiderata)
2 Fábio Moon e Gabriel Bá (“Descobrindo São Paulo” – revista Época SP)
3 José Aguiar (“Quadrinhofilia” – HQM)
4 Jozz (“Circo de Lucca” – Devir)
5 Laudo (“Revolução Russa” – Escala Educacional; “Depois da Meia-noite” – Independente
6 Rafael Grampá (“Mesmo Delivery” – Desiderata)
7 Samuel Casal (“Prontuário 666” – Conrad)

Desenhista Estrangeiro

1 Darwyn Cooke (“Spirit” – Panini)
2 Frank Quitely (“Grandes Astros Superman” – Panini)
3-David B (Epiléptico – Conrad)
4 Duncan Fegredo (“Hellboy” – Mythos)
5 Liniers (“Macanudos” – Zarabatana)
6 Enrico Marini (“Predadores” – Devir)
7 Niko Henrichon (“Leões de Bagdá” – Panini)

Roteirista Nacional

1 André Diniz (“Coleção História e Filosofia em Quadrinhos” – Escala Educacional)
2 Adriana Brunstein e Samuel Casal (“Prontuário 666” – Conrad)
3 Daniel Esteves (“Nanquim Descartável” – Independente; “Front” – Via Lettera)
4 Cadu Simões (“Nova Hélade” – Independente Garagem Hermética – Independente)
5 Fábio Lyra (“Menina Infinito” – Desiderata)
6 Fábio Moon e Gabriel Bá (“Descobrindo São Paulo” – revista Época SP)
7 José Aguiar (“Quadrinhofilia” – HQM)

Roteirista Estrangeiro

1 Alan Moore (“Promethea” – Pixel)
2 Ai Yazawa (“Nana” – JBC)
3 Brian Wood (“DMZ” – Panini; “Local” – Devir)
4 Charles Burns (“Black Hole” – Conrad)
5 David B. (“Epiléptico” – Conrad)
6 Geoff Johns (“Lanterna Verde”; “JSA” – Panini)
7 Grant Morrison (“Grandes Astros Superman” – Panini) 

Desenhista Revelação

1 Bruno D’Angelo (“O Catador de Batatas e o Filho da Costureira” – JBC)
2 Danilo Beyruth (“O Necronauta” – Independente)
3 Marlon Tenório (“Os 303 de Esparta” – Independente)
4 Olavo Costa (“O Contínuo” – Independente)
5 Hemeterio (“Chibata! João Cândido e a Revolta que Abalou o Brasil” – Conrad)
6 Pablo Mayer (“A Casa ao Lado” – HQM)
7 Tulio Caetano (“Dr. Bubbles & Tilt” – Zarabatana)

Roteirista Revelação

1 Alex Mir (“Tempestade Cerebral” – Independente)
2 Dalton Correa Soares (“O Contínuo” – Independente)
3 Leandro Assis e Hiroshi Maeda (“O Cabeleira” – Desiderata)
4 Marlon Tenório (“Os 303 de Esparta” – Independente)
5 Olinto Gadelha (“Chibata! João Cândido e a Revolta que Abalou o Brasil” – Conrad)
6 Ricardo Giassetti (“O Catador de Batatas e o Filho da Costureira” – JBC)
7 Rodrigo Alonso (“Eterno” – Independente)

Ilustrador Nacional

1 Adams Carvalho (Folha de São Paulo)
2 Alarcão (livros infantis)
3 Éber Evangelista (revista Aventuras na História)
4 Fernando Vilela (livros infantis)
5 Kako (revista Aventuras na História)
6 Odilon Moraes (livros infantis)
7 Weberson Santiago (Folha de São Paulo, revista Getúlio) 

Tira Nacional

1 Amely (Pryscila Vieira – PubliMetro)
2 Chiclete com Banana (Angeli – Folha de São Paulo)
3 Mulher de 30 (Cibele Santos – PubliMetro)
4 Níquel Náusea (Fernando Gonsales – Folha de São Paulo)
5 Quase Nada (Fábio Moon & Gabriel Bá – Folha de São Paulo )
6 Piratas do Tietê (Laerte -Folha de São Paulo)
7 Preto no Branco (Allan Sieber – Folha de São Paulo)

Web Quadrinhos

1 Candyland – Capital
2 Clube da Esquina
3 Exploradores do Desconhecido
4 O Homem Nu
5 Meu Mundo Nosso
6 Quadrinhos Ordinários
7 Rei Emir

Publicação Infanto-juvenil

1 Almanaque da Mônica (Panini)
2 Almanaque Maluquinho – O Japão dos brasileiros (Globo)
3 Hunter X Hunter (JBC)
4 Naruto (Panini)
5 Os Pequenos Guardiões (Conrad)
6 Turma da Mônica Jovem (Panini)
7 Xaxado Ano 3 (Independente). 

Publicação de Clássico 

1 Batman ilustrado por Neal Adams (Panini)
2 Che (Conrad)
3 Chiclete com Banana – Antologia (Devir-Jacaranda)
4 Corto Maltese – As Etiópicas (Pixel)
5 O Surfista Prateado vol. 1 (Panini)
6 Tintim No País dos Sovietes (Cia. das Letras)
7 Turma da Mônica Coleção Histórica (Panini)

Publicação de Humor

1 Bone – Estúpidas, Estúpidas Caudas-de-Ratazanas (Via Lettera)
2 Macanudo #1 (Zarabatana)
3 Mad (Panini)
4 Mundo Canibal (Mythos)
5 Níquel Náusea – Em boca fechada não entra mosca (Devir)
6 Piratas do Tietê #3 (Devir)
7 Vale Tudo (Ópera Graphica) 

Publicação Mix 

1 Front #19 (Via Lettera)
2 Front Especial – 100 Anos da Imigração Japonesa no Brasil (Via Lettera)
3 Grande Clã (Independente)
4 Graffiti #18 (Independente)
5 Pixel Magazine (Pixel)
6 Power Trio (Independente)
7 Prática de Escrita (Terracota) 

Publicação Erótica 

1 Cica Dum-Dum (Zarabatana)
2 Clara da Noite (Zarabatana)
3 Clic #3 (Conrad)
4 Emmanuelle (Pixel)
5 Love Junkies (JBC)

Publicação de aventura/terror/ficção

1 100 Balas (Pixel)
2 Delivery Service of Corpse (Conrad)
3 O Garoto Verme (Zarabatana)
4 Leões de Bagdá (Panini)
5 Local (Devir)
6 Mágico Vento (Mithos)
7 Promethea (Pixel)

Edição Especial Nacional

1 Aú Capoeirista (Papel A2)
2 O Cabeleira (Desiderata)
3 Chibata! João Cândido e a Revolta que Abalou o Brasil (Conrad)
4 Menina Infinito (Desiderata)
5 Mesmo Delivery (Desiderata)
6 Noite Luz (Via Lettera)
7 Prontuário 666 (Conrad)

Edição Especial Estrangeira

1 Asterix e seus Amigos (Record)
2 Batman – Preto e Branco (Panini)
3 Escombros (Zarabatana)
4 Frango com Ameixa (Cia. das Letras)
5 Hard Boiled – À Queima Roupa (Devir)
6 Love & Rockets – Pés de Pato (Via Lettera)
7 Revelações (Devir)

Publicação Independente de Autor

1 Gatipos
2 Nanquim Descartável
3 Necronauta
4 Macaco Albino
5 Menino Caranguejo
6 Penitente
7 Tempestade Cerebral

Publicação Independente de Grupo

1 Avenida
2 Café Espacial
3 Contínuo
4 Garagem Hermética
5 Quadrinhópole
6 Samba
7 Zine Royale

Publicação Independente Especial

1 Câncer
2 Consequências
3 Contos das Madrugada
4 Depois da Meia-noite
5 Eterno
6 Muertos
7 Subterrâneo Especial 4

Publicação de tiras 

1 Candido Deodato (HGB Comunicações)
2 Macanudo #1 (Zarabatana)
3 Malvados (Desiderata)
4 Níquel Náusea – Em boca fechada não entra mosca (Devir)
5 Tiras Clássicas da Turma da Mônica (Panini)
6 Tiras de Letras – Até Debaixo D’água (Virgo)
7 Under World (Zarabatana)

Publicação de Charges

1 34º Salão Internacional de Humor de Piracicaba (Imprensa Oficial do Estado)
2 35º Salão Internacional de Humor de Piracicaba (Imprensa Oficial do Estado)
3 No Bico sem Pena! Brás, 15 anos de Charges
4 O Humor Pai D´Égua (Projeto Cultural Lei A. Tito Filho)
5 O LIvro dos Políticos (Heródoto Barbeiro & Bruna Cantele – Ediouro)

Publicação de Cartuns

1 Duke – Desenhos de Humor (Iotti – L&PM)
2 1º Festival Internacional de Humor do Rio de Janeiro (catálogo oficial)
3 Humor Politicamente Incorreto (Nani – L&PM)
4 Ninguém é Perfeito (Jaguar – Desiderata)
5 Millôr – Um Nome a Zelar (Millôr – Desiderata)
6 Radicci – Tem Outro por Dentro (Iotti – L&PM)
7 Tulípio #7 (Eduardo Rodrigues & Paulo Stocker – Independente)

Livro Teórico

1 Batman e a Filosofia – O Cavaleiro das Trevas da Alma (Madras)
2 Henfil – O Humor Subversivo (Expressão Popular)
3 História em Quadrinhos – Impresso vs. Web (Unesp)
4 Magia dos Quadrinhos (Edições Bagaço)
5 Nossos Deuses são Super-Heróis (Cultrix)
6 Para o Alto e Avante (Editora Asterisco)
7 Traço a Traço Quadro a Quadro (Editora C/Arte).

Projeto Editorial

1 Calendário Pindura 2009 (Pégasus Alado)
2 O Catador de Batatas e o Filho da Costureira (JBC)
3 Dr. Bubbles & Tilt (Zarabatana)
4 História do Brasil, História Mundial e Filosofia em Quadrinhos (Escala Educacional)
5 Powertrio (Mondo Urbano)
6 As Tiras Clássicas da Turma da Mônica (Panini)
7 Turma da Mônica Jovem (Panini)

Adaptação para outro veículo

1 Aline (tevê)
2 Batman – O Cavaleiro das Trevas (cinema)
3 O Caderno da Morte – Death Note (teatro)
4 A Noite dos Palhaços Mudos (teatro)
5 Homem de Ferro (cinema)
6 Persépolis (cinema)
7 Hellboy II – O Exército Dourado (cinema)

Adaptação para os quadrinhos

1 Desista! (Conrad)
2 Dom Quixote (Escala Educacional)
3 História do Brasil em Quadrinhos (Europa)
4 O Pequeno Príncipe (Agir)
5 A Revolução Russa (Escala Educacional)
6 Heróis da Restauração Pernambucana (Plublikimagem)
7 Triste Fim de Policarpo Quaresma (Cia. Editora Nacional)

Mídia sobre Quadrinhos

1 Banca de Quadrinhos (programa)
2 Bigorna (Internet)
3 Blog dos Quadrinhos (Internet)
4 HQ Além dos Balões (programa)
5 HQ&Cia (programa)
6 Mundo dos Super-Heróis (revista)
7 Universo HQ (Internet) 

Editora do ano

1 Conrad
2 Desiderata
3 Devir
4 JBC
5 Panini
6 Via Lettera
7 Zarabatana

Excepcional!

Janeiro 31, 2009

Não sei explicar direito, mas pensar que alguém perdeu tempo imaginando uma frase vendedora para O Cabeleira me diverte bastante…

Esta é uma página do catálogo da Ediouro:

folder1

Universo HQ – Melhores de 2008

Janeiro 21, 2009

logo_universohq

Eu sei que já publicamos alguns posts sobre listas com as melhores HQs de 2008. Mas hoje saiu a lista definitiva do Sidney Gusman, publicada pelo site UniversoHQ:

01 – Leões de Bagdá
02 – Pequeno Principe
03 – O Cabeleira
04 – Chibata! – João Cândido e a revolta que abalou o Brasil
05 – Fell – A cidade brutal – Volume 1
06 – Prontuário 666
07 – Mesmo Delivery
08 – Antes do Incal 03
09 – Che – Os últimos dias de um herói
10 – O Fotógrafo # 2 – Uma história no Afeganistão
11 – Surfista Prateado – Réquiem
12 – Macanudo # 1

Vocês podem conferir a lista completa aqui.

Mais Listas… (atualizado)

Dezembro 26, 2008

Complementando o post anterior, saiu mais uma lista, dessa vez pelo site 4o mundo. A lista indica os 10 melhores quadrinhos de 2008 e foi feita por Cadu Simões:

“Esta HQ foi uma outra grande surpresa pra mim esse ano. Ela é uma adaptação do romance de Franklin Távora feita pelos roteiristas Leandro Assis e Hiroshi Maeda e belamente desenhada por Allan Alex.

O que mais me agrada em O Cabeleira é a excelente narrativa cinematográfica que os roteirista impuseram a história, além de todo o clima faroeste à moda de Sérgio Leone. Por esse grande trabalho, Leandro e Hiroshi são os grandes favoritos a ganharem o Troféu HQMix de Roteirista Revelação o ano que vem – e sorte a minha que concorri neste ano =)”

ATUALIZAÇÃO: O Cabeleira está em mais uma lista dos melhores do ano, dessa vez na de José Aguiar do Quadrinhofilia. Muito bom!

Listas

Dezembro 23, 2008

O fim do ano chega e com ele chegam as listas de melhores filmes, livros, peças de teatro… e quadrinhos. E para nossa felicidade O Cabeleira tem sido lembrado pelos críticos.

Confiram as listas do Gibizada (do Telio Navega) e da Revista O Grito!

É um estímulo para que nosso próximo quadrinho seja ainda melhor! E aproveito para dizer que, nesse exato instante, há um desenhista com nosso novo roteiro nas mãos imaginando as belas imagens que ilustrarão a saga a la Sergio Leone que criamos. Mais detalhes em breve…

Thumbnails

Novembro 29, 2008

thumbs_cabeleira

Nenhum dos roteiros que o Leandro e eu escrevemos para quadrinho indica como ele deve ser desenhado. Particularmente, acho um saco escrever (e ler) um roteiro desta maneira. É quase a mesma coisa que ficar descrevendo posicões de câmera num roteiro de cinema.

Porém, a quadrinização é etapa importante na criação de uma HQ. O planejamento das páginas, também conhecido como thumbnail, é uma miniatura da página final e dá uma prévia de como ficarão os quadros e balões.

Felizmente tivemos Allan Alex para “dirigir nosso quadrinho”. Ele executou com maestria a quadrinização do roteiro, um trabalho de alguém que conhece como ninguém a linguagem das HQs.

Elogios Pernambucanos

Novembro 22, 2008

engenho

Desde o lançamento de O Cabeleira, uma de minhas principais curiosidades era saber como o livro seria recebido em Pernambuco. Afinal, é lá que a história se passa e eu nunca coloquei os pés naquele canto do país. Morria de medo de ter cometido um erro esdrúxulo ao retratar a região e sua gente no século XVIII.

Claro que fizemos uma boa pesquisa, inclusive de imagens, para passar ao Allan Alex. Mas ainda assim, temia que um leitor enfurecido aparecesse reclamando que o rio Capibaribe não passa por Recife. Ou que alguém viesse dizer que não há Zona da Mata em Pernambuco…

Paranóia? Talvez. Mas o fato é que só respirei aliviado quando surgiram as primeiras críticas de leitores de Pernambuco. E eram positivas!

O primeiro foi o cabra arretado Sampson Moreira, que em seu blog InovaVOX rasgou elogios ao livro. Cearense, do Crato, hoje Sampson vive em Recife. Aqui está o link para o post.

Depois foi a vez do Christiano Mascaro, editor de arte do Diário de Pernambuco, escrever um belo artigo sobre o livro. Seus elogios são ainda mais importantes se levarmos em conta que Mascaro entende muito do assunto. Afinal, é autor de quadrinhos e editor de dois sucessos: a Ragú (atualmente no número 6) e a Domínio Público (que como o nome diz, traz adaptações de clássicos da literatura). Qualquer hora farei um post sobre o Mascaro e o trabalho incrível que vem realizando.

O engenho que ilustra o post é de Henry Koster e foi tirado de seu fenomenal livro Viagens ao Nordeste do Brasil (1816), que serviu de pesquisa para O Cabeleira.

God Save the Queen

Novembro 12, 2008

O jornalista e criador do site Bigorna.net, Eloyr Pacheco, escreveu uma bela resenha sobre O Cabeleira, que já postamos por aqui.

Agora, graças a ele, O Cabeleira foi parar no velho continente! Na terra da Rainha!

O Eloyr Pacheco escreve uma coluna sobre quadrinhos na Revista Real, voltada para os brasileiros na Inglaterra. Na edição de agosto há uma matéria sobre o bom trabalho feito pela editora Desiderata. E lá está O Cabeleira!

real

Galeria: As muitas faces do Cabeleira

Novembro 1, 2008

Essas são as capas do romance de Franklin Távora que encontramos na internet. A última, é claro, é do quadrinho, feita pelo craque Odyr, com desenhos do Allan Alex.

Tiroteio é mais fácil

Outubro 29, 2008

O Hiroshi já falou no post anterior sobre a matéria que saiu no Megazine. Teve até essa foto aí:

Pois é. Foi nosso breve “momento celebridade”. E deu pra perceber como é dura a vida dessa gente que sai em fotos nos jornais e revistas.

Pra começar, o dia da foto foi marcado, desmarcado e remarcado umas 4 ou 5 vezes. Eu saía de casa e no meio do caminho recebia um telefonema do Felipe, assessor de imprensa da Ediouro, avisando que a foto estava adiada.

E quando finalmente chegou o grande dia, foi bizarro. O fotógrafo, um senhor magro e meio fashion, não tinha a menor idéia de como deviamos tirar a foto. Só ficava repetindo: “É muito mais fácil fotografar tiroteio!”  

Penamos. Tentamos de tudo. Fingimos ler o quadrinho. Fingimos analisar alguns originais do Allan Alex. Posamos para a câmera. Fingimos que ela não estava ali.

Tiroteio deve ser mesmo muito mais fácil…

Chica (Cenas Excluídas – parte III)

Setembro 26, 2008

O Hiroshi já fez um post sobre uma cena que cortamos no início do quadrinho. Era uma cena em que o Cabeleira, ainda jovem, entrava na taverna do Timóteo e se estranhava com Chica, mulher do taverneiro. O desfecho da cena só aparecia no fim do quadrinho, quando Timóteo era interrogado pelo capitão-mor. Pressionado a dizer o paradeiro do Cabeleira, Timóteo era lembrado do episódio em que o jovem bandido matou Chica na sua frente.  Então havia um flash-back mostrando mais esse crime do Cabeleira.

Como decidimos cortar a primeira parte dessa história, fomos obrigados a cortar também seu desfecho. Mas não foi uma decisão fácil. Os desenhos de Allan Alex estão fantásticos!

Confiram clicando nas páginas abaixo: