Archive for the ‘Making Of’ Category

Thumbnails

Novembro 29, 2008

thumbs_cabeleira

Nenhum dos roteiros que o Leandro e eu escrevemos para quadrinho indica como ele deve ser desenhado. Particularmente, acho um saco escrever (e ler) um roteiro desta maneira. É quase a mesma coisa que ficar descrevendo posicões de câmera num roteiro de cinema.

Porém, a quadrinização é etapa importante na criação de uma HQ. O planejamento das páginas, também conhecido como thumbnail, é uma miniatura da página final e dá uma prévia de como ficarão os quadros e balões.

Felizmente tivemos Allan Alex para “dirigir nosso quadrinho”. Ele executou com maestria a quadrinização do roteiro, um trabalho de alguém que conhece como ninguém a linguagem das HQs.

Chica (Cenas Excluídas – parte III)

Setembro 26, 2008

O Hiroshi já fez um post sobre uma cena que cortamos no início do quadrinho. Era uma cena em que o Cabeleira, ainda jovem, entrava na taverna do Timóteo e se estranhava com Chica, mulher do taverneiro. O desfecho da cena só aparecia no fim do quadrinho, quando Timóteo era interrogado pelo capitão-mor. Pressionado a dizer o paradeiro do Cabeleira, Timóteo era lembrado do episódio em que o jovem bandido matou Chica na sua frente.  Então havia um flash-back mostrando mais esse crime do Cabeleira.

Como decidimos cortar a primeira parte dessa história, fomos obrigados a cortar também seu desfecho. Mas não foi uma decisão fácil. Os desenhos de Allan Alex estão fantásticos!

Confiram clicando nas páginas abaixo:

O Valor da Pesquisa

Agosto 3, 2008

Quando terminamos o primeiro tratamento de O Cabeleira, mostramos o roteiro para alguns amigos. Entre eles estava o João Paulo Rodrigues, historiador. Conversando com ele, sentimos a necessidade de pesquisar um pouco mais sobre as armas da época.

Encontramos muitas informações na internet. Vários textos falavam sobre os diferentes tipos de bacamartes, outros mostravam como as armas eram municiadas. Sem falar nas muitas fotos e ilustrações.

Além de nos dar confiança para escrever as cenas com armas, essa pesquisa acabou nos dando uma bela cena: Joaquim ensinando o jovem José Gomes a atirar. É o momento em que pai e filho começam a se aproximar. E o que os une é o interesse pelas armas de fogo. Pior, o interesse por matar.

Mais tarde, passamos nossas pesquisas para o Allan Alex, que as estudou minuciosamente. Aqui estão alguns exemplos dos estudos do Allan.

 

Chica (Cenas Excluídas – parte II)

Julho 22, 2008

Aqui está a introdução do roteiro em que José Gomes mata Chica, mulher de Timóteo. A cena nunca chegou a fazer parte da versão final da HQ.

Introdução Roteiro O Cabeleira – Cena da Chica

Chica (Cenas Excluídas – parte I)

Junho 30, 2008

O roteiro do Cabeleira começava com nosso protagonista matando Chica, mulher do Timóteo. Era uma cena forte, muito violenta. No Sesc, todos os consultores foram contra. Diziam que impedia que o público tivesse qualquer empatia pelo Cabeleira. Além disso, segundo eles, nosso roteiro ficava com três aberturas. Demorava a começar. Fomos teimosos. Mantivemos a Chica.

Lobo (editor da HQ) e Allan Alex tiveram, então, uma sábia idéia. Mostrar apenas o começo da cena na abertura. Só veríamos Chica ser morta em um flash-back perto do fim da história. Com isso, salvaríamos pelo menos a questão da empatia. Concordamos. Assim foi feito.

Mas quando lemos o quadrinho pronto, demos o braço a torcer a nossos consultores. Mesmo não mostrando a morte de Chica, a cena da abertura atrasava o início da história. Decidimos, então, cortar Chica do quadrinho.

Aqui estão alguns dos maravilhosos desenhos de Allan Alex que, lamentavelmente, não foram para o “Making Of” da HQ.

Estudo dos Personagens

Junho 20, 2008

Em outubro de 2006, quando vimos os primeiros estudos para os personagens, percebemos que Lobo havia acertado em cheio em sua indicação. Além de sua arte extraordinária, Allan trouxe varias idéias para a saga do terrível bandido. É coisa dele, por exemplo, o pai descendente de holandeses. Assim como o nariz quebrado do Cabeleira (quem prestar atenção poderá notar o exato momento em que José Gomes, ainda criança, quebra o nariz).